quinta-feira, 15 de maio de 2008

Feira (roupinhas de bebê baratas)

Dei uma passada na Expo Bebê, a feira de bebê e gestantes que acontece de tempos em tempos aqui no Rio. Tem muita coisa de qualidade e, realmente, alguns preços compensam.



Carrinhos de bebê e outras big tralhas

Quando eu estava grávida e nós compramos o enxoval nessa feira, fiquei com a impressão de que as coisas “grandes” (carrinho, banheira, cadeira de refeições, etc) tinham preços mais ou menos equivalentes aos que encontramos nas “boas casas do ramo” ou nos sites. Claro que há opções baratérrimas, mas aí também mora o perigo: como a feira é imensa, há muita variedade de produtos e é fácil se enganar com a qualidade. O famoso barato que sai caro.

Portanto, a minha dica para as compras maiores é pesquisar a opinião dos usuários antes de investir em qualquer coisa. Dê uma volta na pracinha e observe os carrinhos de bebê; não se constranja em abordar uma mãe com questões sobre praticidade, conforto, portabilidade. Se você está grávida, aproveite! Todo mundo gosta de ajudar mulher grávida, conta pontos. Hoho.

Se você for meio acanhada - como eu -, vá aos fóruns da internet. Mas é sempre melhor ver de perto.

O grande problema dos carrinhos de bebê – e seus acessórios - é o sistema de fechamento. E isso você só consegue descobrir depois de usar o produto no dia-a-dia. Na loja, o vendedor faz aquela espécie de ginástica demonstrativa e vai dando o texto:

- Aqui é só fazer assim, aperte, puxe, clic, cloc, e pronto!

Quando você vê, o carrinho está encolhido a ponto de quase caber no bolso.

Soma-se a isso o fato de você estar exausta, esbaforida e acalorada no meio daquela multidão de barrigas e cotovelos espetando indiretas como: “sai da frente, vai ficar o dia todo aí?”.

Acaba correndo o risco de levar uma geringonça cujo design é um espetáculo - inversamente proporcional ao prazer que proporciona, mas isso você só terá chance de descobrir quando estiver chovendo, o salto quebrar, a criança chorar, o porta-malas não abrir e... Táxi com chuva, onde você já viu?

Roupinhas de bebê

Comprar roupinhas de bebê na feira pode ser muito proveitoso. Tem ofertas aos montes, é só ter calma para separar o joio do trigo.

Minha superdica (e não é jabá!) é essa loja chamada D’Bella For Baby. É a segunda vez que chego à feira e vou direto procurar o estande delas, e acabo comprando 70% do que preciso lá. O show room é em São Paulo.



A qualidade é claramente superior e você encontra ótimos preços; melhor ainda se comprar na estante de “últimas peças”, uma verdadeira pechincha. Claro que não é tão barato quanto aquelas malhas vagabundinhas que vendem de “balaio”, e que até servem para o bebê bater no dia-a-dia, mas a gente sabe que logo ficarão feiosinhas. No entanto, a diferença de preço nem é tão grande se você comparar os padrões.

Nessa loja eles trabalham com peças bordadas “na tradicional máquina de bordar de joelheira”, informa o site. São figuras coloridas lindinhas, que depois são recortadas à mão e aplicadas nas roupas de algodão. Os apliques ainda recebem uma plastificação; isso impede que desfiem após as lavagens.

Infelizmente, o site não faz jus ao capricho das peças. Há poucas fotos dos produtos, tudo meio de longe. Depois vou tirar fotos das roupinhas que eu comprei e colocar aqui para vocês verem.

Essa foto que eu tirei lá do estande ficou tremida, mas dá para ter uma idéia nesse primeiro macaquinho (com casaco) azul, e também no lilás. Aqueles quadradinhos são as tais aplicações bordadas.

4 comentários:

Eliana disse...

Nossa, este teu blog está um primor! Até deu-me vontade de ficar grávida. hehe
bjs

bibi disse...

Obaaa! Até deu-me vontade de ter uma irmãzinha! Hhahaha!
beijos!

Patricia Elias disse...

Adorei seu blog...
Dê uma passada no meu e confira o conteúdo educacional!

www.aprenderecia.blogspot.com

abraços,

roberta disse...

Muito obrigada por todos os elogios à nossa Empresa D´Bella for Baby. Esse é o nosso objetivo conforto,qualidade e beleza. O site agora está atualizado...rsrs...
Espero que continue nos prestigiando na feiras no Rio de Janeiro.
Um abraço
Roberta