quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Curso de bebê - flashback

O texto abaixo é dedicado à MT, grávida de 27 semanas, e ao Caetano, que deve estrear neste mundo em maio.

Foi extraído do meu outro blog, do tempo em que eu estava grávida, mais ou menos na mesma fase da MT hoje. E, como ela, levemente ansiosa.

PS: No fim, tudo dá certo. Dá, sim.

Histeria e Curso de Bebê

Vamos fazer um curso de bebês. Dois sábados seguidos, na maternidade onde vou ter a Lara. Ai, meu Deus. Um curso de bebês.

- O segundo sábado será sobre os cuidados com o bebê, até ele completar um aninho – a moça me explicava por telefone.

Ai, meu Santo Cristo. Um aninho.

- Vamos ensinar como dar banho... Será usada uma boneca como modelo.

Ai, Jesus. Uma boneca como modelo. Já estou me vendo afogando a tal boneca na banheira - e as outras futuras mamães me lançando olhares de reprovação, olha lá a falta de jeito em pessoa, coitada, desastrada, estabanada, mal consegue dar banho na boneca-modelo, o que será da filha? E eu confundindo o bebê com o sabonete, esfregando o maior no menor, a água espirrando, a criança pulando para fora da banheira enquanto eu tento pescá-la no ar pelo pescoço, inutilmente, entre risadas espasmódicas e franco desespero.

- Rá!! Te peguei!

Peguei nada. Agora a boneca-modelo, ainda mais contrariada, já foi parar no colo do marido alheio, um bigodudo de bermudas floridas e unhas mal cortadas que veio do Panamá tocar percussão numa banda chinfrim e se encantou pela loira rebolativa que bebia cerveja quente na primeira mesa, ela piscava porque tinha cacoete mesmo, mas ele achou que era paquera e lhe pagou uma casquinha de siri – pronto, deu no que deu.

Povo engravida pelos mais variados motivos, impressionante.

Está bem, dá para perceber que estou me sentindo um pouco ansiosa. É verdade. Hoje liguei para a minha mãe.

- Tô ficando histérica.

- Calma, filha. Uma coisa de cada vez. É só organizar os pensamentos.

- Tá.

Pausa.

- Mãe... Agora estou histérica em ordem alfabética. Resolveu muito, não.

3 comentários:

Ju e Lipe disse...

Eu não sei se já te fali mas acho muito criativo o seu blog e o nome então??
Sabe aquele poema com fotos?? dos pés? me autoriza a publicar no meu blog??
lindo mesmo!!
bjin

MT disse...

Bíbi, não percebi que meu nome do blogspot ficou MT...muito prazer Mariana Tezini. Ontem à noite fui mostrar seu blog pro meu marido e para a minha surpresa ele grita assim: “MT é você! É você mesma, olha o Caetano!”
Bem, escrevo pra agradecer a delicadeza de dedicar o post e também dizer qual é meu texto favorito do seu blog (na verdade tem vários, mas esse eu ri de doer a barriga).
É o “Comida de bebê”. Além de ser muito bem escrito, traz a tona nossos papos aqui em casa (psicólogos e poetas, imagine esse tipo de pai e mãe). Bem, meu marido é defensor fervoroso da comida-cobrindo-a-criança, eu não sei, creio que eu vá dar minhas desculpas do tipo: “Hoje não, temos que sair logo!”. Ou vá me lambuzar junto.
Enfim parece que a vida com filhos é pura inspiração. Lendo o blog imagino a Lara, por exemplo, cada dia propondo um novo desafio e revelando talentos que os pais nem imaginavam existir. Fantástico!!!


Pausa para o causo engraçado...Por falar em “maternidade em grãos”, essa começa na gestação...aha!
Ontem estava lendo o caderno Folha Equilíbrio, especial do jornal Folha de São Paulo ás quintas-feiras. Sempre tem coisas interessantes sobre saúde e comportamento. Eis que vejo na capa:

FAMÍLIA
Depois dos filhos
Contrariando a teoria do "ninho vazio", segundo a qual os filhos deixam um rastro de tristeza quando saem da casa dos pais, casais transformam as mudanças num período de realização de antigos sonhos e de criação de novos planos comuns

Ao chegar em casa coloquei o jornal na mesa e pedi pro meu marido ler. Diante do seu silêncio, eu pergunto afobada: “E aí como vai ser? Tô com tanta vontade do Caetano e já me angustia pensar que um dia ele vai sair de casa!”. Conforme a reportagem, as mulheres saem mais cedo da casa dos pais e isso me deu uma alegriazinha, ainda bem que o Caetano é homem. Porém, a última coisa que escutei me preocupou ainda mais: “Mari, quando ele sair de casa...vamos dar graças a Deus!”

Beijo grande

(ops, escrevi muito...empolguei)

Fernanda disse...

Oi, estar grávida é realmente uma aventura ! kkk ... Leio seu blog sempre, agora que me aventurei nesse mundo espero estarmos em contato !