sexta-feira, 11 de junho de 2010

Memória e fantasia

Ontem ela brincava com as panelinhas.

- Mamãe, agora vou fazer uns muffins!

Estranhei o termo, porque não me lembro de termos comido ou falado nesse tipo de bolinho ultimamente. “Filha, quando você comeu muffins?” -, quis saber.

Virou-se, cheia de propriedade:

- Quando eu estive em Praga.

É um barato: a memória das crianças é uma casa de tijolinhos desordenados. Realmente ela esteve em Praga, mas tinha só um aninho e, que eu me lembre, não comeu muffins por lá. Mas ouviu nossas histórias de Praga, e andou sabendo de muffins por aí, então as duas coisas viraram uma só no improviso da fantasia. Bonitinho.

Mais engraçado ainda é quando ela mistura os tempos, como se não houvesse linearidade na história. Um dia, estávamos conversando sobre quando ela era um bebezinho (um de seus assuntos preferidos), quando ela arriscou:

- Quando eu ficar bebezinho de novo, vou querer dormir com essa mantinha florida.

Noutras vezes, o salto no tempo é ainda mais doido:

- Mamãe, quando você ficar bebezinho eu vou te dar mamadeira e cuidar de você.

E o mais fantástico: outro dia descobri que ela pensa que a minha gravidez é uma coisa “recíproca”, a saber: quando eu estive grávida, ela morava na minha barriga. Por outro lado, quando ELA esteve grávida, eu também morei na sua barriga. (!)

Esse papo divertido rolou durante o banho dela.

- Filha, mas EU sou sua mãe...

- Sim, e eu também era grávida de você.

- Na verdade, EU estive grávida de você.

E ela assustada, olhando a própria barriga:

- Então quem morava na minha barriga???

Faz sentido, geralmente é alguém da família mesmo.

7 comentários:

Lia disse...

Que delícia, hem? A vida podia ser só isso...

Marina Fiuza disse...

Que linda! É por isso que eu amo as crianças. Elas vivem no mundo das infinitas possibilidades... Não só permita essas fantasias da sua filha como estimule-as! Linda, linda e linda.

Paloma, a mãe disse...

Viva a fantasia infantil!
E aaqui toda hora a Ciça diz isso de quando ela ficar bebezinha de novo. Acho que já é uma regresão planejada para quando a irmã chegar.
Beijos

Crioula disse...

ahahha.. que deliciosa!!

Nine disse...

Ai que delícia! Babei nessa história! E quem sabe vc já não esteve na barriguinha dela, em? em?

Beijos!

Nine
www.minhapequenaisis.blogspot.com

Roberta disse...

Que engraçado, Bibi, Luísa faz igualzinho. Também fala que eu estou na barriga dela, que eu vou ser pequenininha de novo...
Deve ser coisa da idade ou tem alguma influência da nossa gravidez, né, já que a Paloma também percebeu o mesmo...
Fofuchas.
bjs

Chris Ferreira disse...

Memória de criança impressiona mesmo, né? E quando elas lembra de algo que eu não lembro? Ficam insistindo e acham que eu tenho que lembrar também.
A minha filha mais velhas, quando era pequena, dizia que ja foi minha mãe. E que de agora ia querer sempre voltar minha filha. Eu ficava meio impressionada pois nunca tinha falado de reencarnação com ela.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/