domingo, 18 de janeiro de 2009

Primeira vez no Zoo

Era domingo, filha, quando seu pai e eu tivemos a ideia de levá-la ao zoológico pela primeira vez. Era janeiro de 2009, era Rio de Janeiro, era São Cristóvão e era inevitável: fazia um calor da peste.

Na fila da bilheteria, vi três freiras e pensei: esse calorão me fundiu os miolos, estou alucinando e vendo tudo dobrado.

“Vai ver, tem só uma freira e meia” – ponderei.

Mas tirei umas fotos para conferir em casa, e havia mesmo três. Já imaginou se tivesse uma e meia, que atração ia ser?



**

Bichos

Fotografei alguns animais, filha, porque é bom recordar. Afinal, não é todo domingo que se vai ao zoológico em família.







Digo mais, não é todo domingo que se vai ao zoológico.



E digo mais: agora que o zoológico veio até o blog da mamãe, nós só voltaremos lá quando for absolutamente necessário, uma questão séria, jurídica, exigência do cartório, sei lá. Por escrito!



A gente sai de casa com aquela disposição matinal, um programa ao ar livre, essas crianças de hoje vivem trancadas no apartamento, fazer uma coisa diferente, etc. Muito bem, até estacionar o carro e enxergar a fila de gente arrastando criança, mochila, isopor, merendeira, bola de gás, “X tudo a 2,00”, barulho, cerveja quente, pestinha de patinete elétrico assustando os outros...

Nesse ponto eu já começo a ver freira pela metade e duvidar da fé.

Chegando lá, é bonitinho, patati, patatá, mas o calor derruba qualquer discurso nos primeiros dez metros, e a única coisa que eu queria era terminar o percurso e me enfiar num cubo de tijolo com ar condicionado a mil, luz fria, laptop, ácaros, muitos ácaros e um café com espuma de leite a cada meia hora.

A minha sorte, filhota, é que você e o papai também não passam de bichos urbanos, e terminamos o programa de domingo nos divertindo nas escadas rolantes da vida, tomando meu café favorito e fazendo piquenique num buffet a quilo pra lá de climatizado.



E o mais importante: de consciência tranquila, com a cota zoo em dia.

5 comentários:

Dri disse...

zoo é bom, mas com esse calorão..eu também prefiro o ar condicionado

Anônimo disse...

Oi Bibi, estou de volta depois de uns dias de folga com o filhão.
Vc é muito engraçada, rsss, no bom sentido claro, mas eu vejo assim: depois que somos mães fazemos cada coisa por nossos filhos que só vendo mesmo.
Também já fiz essa incursão ao zoo, mas aqui de SP. Pior: levei 2 primos junto (!!!), mas eles estão crecidos e não dão trabalho. Ajudam na farra com o pequeno. E fez um calor louco também no dia, viu ! Só nós mães para ter essa bela idéia. Mas vale a pena, né?
Beijos.

Angélica disse...

a mensagem acima que saiu como anônimo é minha Angélica.
Não ligue, é o retorno das férias, hahaha.

Aninha disse...

Não sei o que Angélica e esposo acharam da placa, mas eu ri muito!
Qt ao programa dominical, é o que sempre digo, minha filha: Um dia da caça, outro do caçador. (Os bichinhos do zoo que me perdoem, nada pessoal). HAHAHAHA
Beijos aos três corajosos.

bibi disse...

pois é, eu tive que registrar um "momento Caras", a adoção da girafa pelo casal-celebridade.
Mas fiquei pensando, maldosamente: adotar é moleza, eu queria ver encarar aquele calorão de 40 graus em São Cristóvão para dar um carinho nos filhotes, né não?
Afinal, pai e mãe é quem dá carinho... Hoho!
Beijos.