quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Ela já não gosta mais de mim

Aos 2 anos e 7 meses de idade, ontem ela me disse pela primeira vez, após ser contrariada (não pela primeira vez):

- Não gosto de você.

E ainda concluiu, sem que eu esboçasse reação alguma:

- Porque você é... feia.

- Então a mamãe vai ficar triste, filha.

- Ah. Fica feliz, mamãe. (Com cara de pouco caso).

- Só posso ficar feliz se você gostar de mim.

- Tá. Eu gosto de você. (Com cara de consolação).

É, foi isso. Mas eu gosto dela mesmo assim.

Mas eu não vou chorar
Eu vou é cantar
Pois a vida continua...


8 comentários:

Letícia Volponi disse...

ai, meu Deus. Quem aguenta essas miniaturas de gente, hein?

Patricia disse...

Ai, ai...e vamo que vamo padecendo nesse paraíso...
beijos!

Sheila disse...

Ai eu Deus, haja equilibrio!! Hahahaha.. Deixa eu perguntar(faz tempo que eu fico ensaiando) vc ~e cantora tb(inerrogacao). Sou cantora erudita e casada com um regente tb... aqui de Sampa, coincidencia nao(Interrogacao)
Parabens pela pequena!!!
beijos!

bibi disse...

Haha, queridas, obrigada pela solidariedade! Mas eu não fiquei sentida, não. Já estava mais que preparada: minha mãe vive dizendo que eu fazia exatamente igual. E quis fugir de casa aos três anos, ou seja... aff!
**
Sheila,
coincidência! Duas cantoras casadas com dois regentes. No meu caso, sou cantora popular (tive banda de rock muitos anos, foi com essa banda que saí do RS e vim morar no Rio, enfim, uma longa história...).

Deixei um comentário lá no seu blog.
Aliás, a minha filha é Lara e a sua, Maria Clara. As duas não terão muito como fugir de uma vida cercada de música, né?
:o)
Beijos!

Paloma, a mãe disse...

ai, tô vendo a hora em que a minha (que tem a mesma idade) vai verbalizar isso, após ser contrariada. quem aguenta?

Paloma disse...

ah, normal. ninguém gosta de ser contrariado. com a diferença que nós, adultos, disfarçamos mais. mas ela só usou essas palavras porque, talvez, sejam as únicas que ela conhece pra mostrar que ficou irritada. mas com jeitinho, e paciência, logo tudo volta às boas. bjo
Paloma e Isa

Thaís Rosa disse...

afe, acho que vou morrer quando acontecer isso comigo... será que supero o trauma??

Anônimo disse...

Essa tua filha é ótima, deve ser influência do meio artístico em casa?
Vem cá, e onde que dá pra te ver cantando?
Beijos, tô te linkando, tá?
Roberta