terça-feira, 22 de julho de 2008

Manha para trocar as fraldas

De um tempo para cá, ela começou a reclamar na hora de trocar as fraldas. Enquanto era só um resmungo eu deixava passar, conversava e distraía um pouco, tudo bem. Mas a coisa foi complicando e se transformando em protesto. Ou seja, birra. Ou seja, manha.

Tive uma conversa séria com ela, expliquei que o bumbum não podia ficar sujo. Cada vez que eu perguntava “tá?” ela respondia, definitiva: “não.”

Filhota, a mamãe não está mais perguntando. Nós vamos combinar uma coisa. Não pode fazer manha nessa hora. E acabou-se.

(Me olhava, compenetrada).

Não fui rude, não levantei a voz, apenas expliquei que não pode e não pode mesmo. É mas ou menos como cantar de ouvido, você vai intuindo os caminhos melódicos. Repeti várias vezes o refrão: “nessa hora não pode fazer manha”.

E surtiu efeito. A gente pensa que eles não entendem, mas “é ruim” de não entenderem! Sacou tudinho, e tirei a prova no dia seguinte. Primeira troca de fraldas, ela começou a ensaiar a reclamação e eu apenas olhei bem sério e perguntei:

- Filha, lembra o que a gente conversou ontem? O que é que não pode fazer nessa hora?

E ela, animadíssima como quem adivinhou uma charada:

- Manhaaaaa!!!

Disfarçadamente, pegou uma boneca e começou a se distrair enquanto eu trocava a fralda. Danada!

2 comentários:

Malena disse...

Hahahahah!

Olívia disse...

Essa minha prima... é mto esperta MESMO hahahahahaha!
Beijinhos familia! =)