domingo, 26 de outubro de 2008

Quando o bebê não ganha peso

A Sinara, leitora deste blog, enviou um comentário dizendo que o filho dela (18 dias de idade) mama super bem, mas, segundo o médico, o problema é que o bebê "não está conseguindo ganhar peso".

O assunto é delicado e requer orientação profissional, sem dúvida. Mas eu respondi ao comentário da Sinara e depois fiquei com medo de que ela não encontrasse a minha resposta, já que ela comentou no post Desmame, de janeiro deste ano.

Então, resolvi postar aqui a minha resposta, mesmo que o texto não esteja lá essas coisas. Porque fiquei preocupada com ela, e também porque creio que possa servir a muitas outras recém-mães que estão enfrentando as insguranças, tão naturais, com seus recém-nascidos.


Sinara, querida,

não sou uma especialista, sou apenas uma mãe de primeira viagem. Mas, como estou mais ou menos informada sobre o assunto, a dica que posso te dar é:

Quanto mais o bebê mama, mais leite você produz. Se ele não está ganhando peso, é sinal de que não está mamando o suficiente.

Se você diz que ele mama "super bem", talvez o problema esteja na freqüência com que ele mama - ou seja, ele mama bem, mas poucas vezes ao dia.

Uma pergunta: você acorda o seu bebê DURANTE O DIA para mamar? Aos 18 dias, muitas vezes os bebês dormem e simplesmente não acordam de fome. O pediatra da minha filha foi bem claro logo que saí da maternidade: ACORDE a sua filha para mamar, durante o dia, de 3 em 3 horas.

Se o seu filho pesa menos de 2.900kg, há um livro muito bom - que eu tenho e recomendo! - que diz que ele deve ser acordado para mamar de 2 em 2 horas. Ao atingir essa marca, passa para intervalos de 3 horas - e assim seguirá até os 4 meses de idade.

O nome do livro é: "A Encantadora de Bebês", e a autora é Tracy Hogg. É praticamente um manual de instruções!



Mas, falando sinceramente, é muito complicado dar dicas nesse assunto, porque pode ser uma porção de outras coisas, e só mesmo um pediatra para orientar com propriedade.

Busque ajuda, e não encuque: você não está fazendo nada de errado! Seu filho é um recém-nascido, vocês dois estão passando por essa fase de adaptação que é muito natural, oras.

E outra coisa: eles são muito mais fortes do que aparentam. Não encucar! Não encucar jamais!

Dê notícias. Beijos.

4 comentários:

Luna disse...

Oi Bibi, cheguei no seu blog atraída por este post... passei pela mesma angustia que a Sinara. Com 15 dias meu bebê em vez de ganhar peso tinha perdido 40g, fiquei desesperada. Ele mama bem, mas o problema é que não acordava e não reclamava de fome. Como mãe d primeira viagem eu acreditava que quando ele estivesse com fome iria chorar, ledo engano! Quando são pequenininhos, como vc mesma disse é preciso acordá-los (o que nem sempre é fácil) e amamentá-los de 2 em 2 horas, não é uma tarefa fácil, pelo contrário super desgastante, mas em uma semana já se nota diferença.
Boa sorte para a Sinara.
Bjos

Angélica disse...

É Bibi, o assunto é mais corriqueiro do que se pensa. Meu filhote, hoje com 1 ano e 10 meses (quase 11) nasceu prematuro (8 meses) pesando 2.700 kg e medindo 43,5 m. No 1º dia de vida não mamou. A pediatra do hospital disse que era assim mesmo, que alguns bebês preferem descansar a mamar e que eu veria a diferença no 2º dia. E assim foi. Como sugava aquele serzinho (e como doía). E eu tinha bastante leite, mas ele não dava conta de tudo e meu leite quase empedrou. Pequeno ele sugava mas se cansava e dormia. Quando levei o pequeno no pediatra pela 1a. vez, com 10 dias, ela pesou e disse que ele estava ganhando pouco peso. Então me disse que eu precisva estar com um relógio perto SEMPRE e acordá-lo de 3 em 3 horas sendo dia ou noite. Então retornamos depois de 10 dias e ele tinha ganhado 500 gr. Aí ela me liberou para acordá-lo somente de dia de 3 em 3 horas. Mas aí ele tinha "viciado" e acordava em até menos tempo para mamar. Desgastante é, mas lembrando agora dá até saudades ... Eu costumava acordá-lo mexendo no seu narizinho e se ele dormia no peito eu massageava sua bochecha com movimentos circulares, suavemente. Geralmente funcionava. Beijos.

Dri disse...

falando nissoo... deixa eu ir acordar o Caio hehehe
Beijinhos pra vc, vou linkar o teu blog, blz?

bibi disse...

Angélica,
que máximo a sua história! É isso mesmo, na hora é um sufoco, mas depois a gente sente saudade. Que bom que deu tudo certo, né?
Beijão e obrigada pela colaboração, sempre.
---

Dri,
que bonitinha! Sorte com o pequeno Caio e volte sempre!
Beijos.